sexta-feira, 14 de agosto de 2015

MATEMÁTICA = Objetos de Conhecimento que mais aparecem no ENEM




quinta-feira, 13 de agosto de 2015

OBFEP = Olimpíada Brasileira das Escolas Públicas

Hoje, estaremos realizando a OBFEP em nossa escola,

No turno Matutino participarão os estudantes das turmas de 9º ano, 1º anos e 2º anos.

No turno Vespertino participarão os estudantes das turmas de 3º anos.

Esperamos a participação ativa de todos os professores e estudantes engajados no estudo e ensino da Física.

Abraços Cordiais e Fraternos.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

LINGUAGENS E CÓDIGOS = Objetos do Conhecimento que mais aparecem no ENEM


Objetos de conhecimento (CONTEÚDOS, ASSUNTOS ) associados às Matrizes de Referência que aparecem com maior frequência no ENEM:

LINGUAGENS E CÓDIGOS LINGUA PORTUGUESA

INGLÊS

ESPANHOL


CITAÇÕES DE AUTORES BRASILEIROS


terça-feira, 11 de agosto de 2015

1º dia do Estudante Manoel Gentil

Hoje, neste dia 11 de agosto , o dia do estudante, realizaremos atividades extras-classes com professor-aluno em nossa escola.

- No turno matutino com atividades de danças, cantos, paródias, desfiles e de humor;
- No turno vespertino terão atividades desportivas com jogos de basquetebol, voleibol e futebol.

Parabéns a todos os estudantes pela passagem do seu dia.
Abraços cordiais e fraternos é o que desejam a Coordenação e Direção.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

CIÊNCIAS NATURAIS = Objetos do conhecimento que mais aparecem no ENEM

Objetos de conhecimento (Conteúdos, Assuntos)  associados às Matrizes de Referência que aparecem com maior frequência no ENEM:

BIOLOGIA

FÍSICA
 QUÍMICA

domingo, 9 de agosto de 2015

CIÊNCIAS HUMANAS = Objetos de Conhecimentos que mais aparecem no ENEM

Objetos de conhecimento associados às Matrizes de Referência que aparecem com maior frequência no ENEM:
HISTÓRIA
GEOGRAFIA
FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 
 

quarta-feira, 15 de julho de 2015

TEMAS DA IV Mostra Científica

TEMAS
ENSINO MÉDIO
BIOLOGIA
MATEMÁTICA
1.       Drogas – Alcoolismo 1º ano A
1.       Funções Lineares 1º ano A
2.       Drogas – Cigarro 1º ano B
2.       Localização e uso de Mapas 1º ano B
3.       Drogas –  Álcool e Transito  2º ano A
3.       Unidades de Medidas Antigas e Atuais 1º ano D
4.       Drogas – Violência no Transito 2º ano B
4.       Poliedros 1º ano E
5.       Drogas Ilícitas 2º ano C
5.       Prismas e Cilíndros 2º ano A
6.       Sexualidade – Gravidez 3º ano A
6.       Pirâmides e Cones 2º ano B
7.       Sexualidade – DST 3º ano B
7.       Esferas  2º ano C
8.       Sexualidade – Gravidez Precoce 3º ano C
8.       Estatística: Tabelas e Gráficos 3º ano A
9.       Sexualidade – Abortos 2º ano D
9.       Estatística: Medidas de tendência Central         3º ano B
10.   Sexualidade – Métodos Contraceptivos 1º ano F e G
10.   Escalas
11.    Sexualidade – Conhecendo o Próprio Corpo 1º ano E
11.   Figuras Geométricas  Espaciais
12.   Horta Escolar -  1º ano C

13.   Jardins Suspensos – 1º ano D


QUÍMICA
FÍSICA
1.       Química dos Cosméticos – Sabonete  em Líquido e em Barras : 2º ano D
1.       Energia – Construção de uma mini Hidroelétrica 1º ano A
2.       Química dos Cosméticos – Perfumes e Desodorantes : 3º ano C
2.       Energia – Construção de uma mini Usina Química 1º ano B
3.       Química dos Cosméticos  - Cremes 1º ano F e G
3.       Energia – Aparelhos Eletrodomésticos que gastam mais energia.1º ano C
4.       Química dos Materiais de Limpeza: Sabão em Barra com Óleo de Cozinha Usado e Sabonete Glicerinado: 3º ano A
4.       Energia – Consumo Consciente de Energia –  Como Economizar Energia Elétrica 2º ano A
5.       Química dos Materiais de Limpeza: Sabão Líquido com Óleo de Cozinha Usado, Creme Hidratante e Álcool em Gel: 3º ano B
5.       Energia – Construção de uma mini Usina Termoelétrica
6.       Química dos Materiais de Limpeza: Abrasivos, Ariadores, Limpadores Caseiros de Vidro :        1º ano C
6.       Energia – Carregador de Celular Eólico 1º ano E
7.       Química dos Materiais de Limpeza: Alvejantes, Amaciantes caseiros e combate às baratas:       1º ano D
7.       Energia –  Construção de maquete de uma Usina Geotérmica  2º ano C
8.       Química dos Materiais de Limpeza: Detergentes e Multiusos Caseiros: 2º ano C
8.       Energia – Construção de maquete de uma usina Nuclear 3º ano C
9.       Água – Etapas do Tratamento Utilização , Conservação 1º ano “B”
9.       Energia – Circuitos Residenciais – Manutenção
10.   Água – Reaproveitamento da Água Doméstica 1º no E
10.   Energia – Construção de uma maquete com um painel Solar 2º ano D
11.   Água – Vulcanismo 2º ano B
11.   Energia – Construção dum gerador Eólico 2º ano B
12.   Agua – Filtro Caseiro 1º ano A
12.   Ondas eletromagnéticas = Construção de uma antena Receptora de TV  Digital 3º ano A
13.   Água – Combate à Dengue e Pragas Rasteiras Urbanas – 2º ano A
13.   Ondas Eletromagnéticas – Construção de uma antena Receptora de TV Analógica 3º ano B

ENSINO FUNDAMENTAL
GEOGRAFIA
MATEMÁTICA
1.       Desigualdades Sociais 8º ano
1.       Escalas 8º ano
2.        Terremoto 9º ano
2.       Unidades de Medidas Antigas e Atuais 9º ano




HISTÓRIA
CIÊNCIAS
1.       Evolução da Tecnologia  8º ano
1.       Simulação de Sangue 8º ano
2.        Historia do Município de Satuba 9º ano
2.       Como fazer sabão 9º ano


sábado, 11 de julho de 2015

Planejamento Anual e a Indisciplina diária


O ano começa e com ele novas expectativas de maiores realizações pessoais. O trabalho pedagógico também deve renovar-se e alcançar novos resultados. O instrumento que norteia todo o processo educativo é o Planejamento Escolar.
Entretanto, os bimestres passam e a mudança nos alunos em termos de caráter, amadurecimento, relacionamentos, são muito poucas. A indisciplina é a mesma, falta motivação, interesse e comprometimento.
Mas, o que acontece realmente que faz com que no final do ano, o sentimento de expectativa inicial tenha se transformado em frustração, e constatação de que o planejamento não `funcionou`.
A grande questão que faz com que boa parte dos planejamentos falhem, é que eles são muito centralizados em conteúdos, estratégias de ensino, dar conta do livro didático, avaliações, e por esta razão abrangem apenas 50% do processo de educar, pois ignoram outras questões fundamentais que precisam ser trazidas em pauta e que extrapolam a sala de aula.
Planejamento Escolar não é uma perda de tempo, também não é um documento que é feito uma vez por ano e guardado em uma gaveta, não é algo imutável que não deva ser ajustado ao longo do caminho, e também não é simplesmente copiar e colar os conteúdos do livro didático apenas distribuindo-os ao longo dos bimestres.
Planejamos para alcançar algo, para criarmos alguma coisa, para atingirmos um objetivo.
É preciso um novo modelo de planejamento pedagógico, que priorize o desenvolvimento da pessoa, e não apenas do aluno. Desenvolver uma pessoa vai muito além dos livros didáticos, das provas, avaliações e lições de casa.
Aqui está o esboço de um Plano de Ação com dez itens para serem considerados no seu próximo planejamento:
RESULTADOS DO ANO ANTERIOR: analise os resultados do que deu certo e errado no ano anterior (levantamento de números e causas)
QUALIDADE DO APRENDIZADO: crie um sistema de avaliação que priorize a qualidade de aprendizado e não apenas a quantidade de conteúdo memorizado
FAZER DIFERENTE: Levante novas estratégias pedagógicas, adequadas aos modelos de aprendizagem dos seus alunos
GERENCIAMENTO SALA DE AULA: crie procedimentos para o gerenciamento e gestão de sala de aula
RESOLUÇÃO DE CONFLITOS: crie um sistema de resolução de conflitos (aluno x aluno) , (aluno x professor), (professor x pais)
RELACIONAMENTO COM A FAMILIA: crie estratégias para encantar e se relacionar com as famílias dos alunos
PARTICIPAÇÃO DA FAMILIA: Crie estratégias e atividades para a participação da família no ambiente escolar e fora dele
HABILIDADES E NECESSIDADES: Levante pontos fortes e fracos dos alunos , trace objetivos, crie intervenções e monitore semanalmente
PORTFOLIO INDIVIDUAL: Levante os modelos de aprendizagem dos seus alunos e trabalhe as inteligências
PORTFOLIO DO PROFESSOR: Levante os seus pontos fortes e fracos e trace um plano para sua mudança pessoal com metas, estratégias e tarefas a realizar.
Esses 10 itens compõem a parte dinâmica e viva do Planejamento Escolar, o verdadeiro Plano de Ação que conduzirá os alunos a um novo patamar de aprendizado não apenas pedagógico, mas de vida, de auto estima, de relacionamento , de valores, de novas e maiores possibilidades.
Agora você já tem o esboço do grande Plano de Ação para começar o ano. Afinal, um ano só pode ser chamado de novo, se novas coisas forem feitas. Lembre-se, os resultados sempre são proporcionais ao esforço que fazemos. Você é a peça fundamental do Planejamento Escolar, com você ele ganhará vida, e o seu aluno conquistará asas.
Lembre-se: mudar o comportamento dos alunos, começa com um Planejamento Escolar que contemple esses 10 ítens.
Compartilhe seus comentários no blog enviando suas idéias  para cada um dos itens acima
FONTE: http://www.sosprofessor.com.br/blog/planejamento-anual-e-a-indisciplina-diaria/

REUNIÃO PEDAGÓGICA

quarta-feira, 8 de julho de 2015

QUESTÕES DE MATEMÁTICA PARA O ENEM COMPETÊNCIAS 1 e 2

Competência de área 1 – Construir significados para os números naturais, inteiros, racionais e reais.


H1 – Reconhecer, no contexto social, diferentes significados e representações dos números e operações – naturais, inteiros, racionais ou reais
1 – (ENEM, 2011) O medidor de energia elétrica de uma residência, conhecido por relógio de luz, e constituído de quatro pequenos relógios, cujos sentidos de rotação estão indicados conforme a figura:
Disponível em: http://www.enersul.com.br. Acesso em: 26 abr. 2010.
A medida e expressa em kWh. O numero obtido na leitura e composto por 4 algarismos.
Cada posição do numero e formada pelo ultimo algarismo ultrapassado pelo ponteiro.
O numero obtido pela leitura em kWh, na imagem, e
A. 2.614.
B. 3.624.
C. 2.715
D. 3.725.
E. 4.162.

2 – (ENEM, 2012) João decidiu contratar os serviços de uma empresa por telefone através do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). O atendente ditou para João o numero de protocolo de atendimento da ligação e pediu que ele anotasse. Entretanto, João não entendeu um dos algarismos ditados pelo atendente e anotou o numero 1 3 __ 9 8 2 0 7, sendo que o espaço vazio e o do algarismo que João não entendeu.
De acordo com essas informações, a posição ocupada pelo algarismo que falta no
numero de protocolo e a de
A. centena.
B. dezena de milhar.
C. centena de milhar.
D. milhão.
E. centena de milhão.

H2 – Identificar padrões numéricos ou princípios de contagem.
3 – (ENEM, 2009) A Musica e a Matemática se encontram na representação dos tempos das notas musicais, conforme a figura seguinte.
Um compasso e uma unidade musical composta por determinada quantidade de notas
musicais em que a soma das durações coincide com a fração indicada como formula do compasso. Por exemplo, se a formula de compasso for 1/2, poderia ter um compasso ou com duas semínimas ou uma mínima ou quatro colcheias, sendo possível a combinação de diferentes figuras. Um trecho musical de oito compassos, cuja formula e 3/4, poderia ser preenchido com
A. 24 fusas.
B. 3 semínimas.
C. 8 semínimas.
D. 24 colcheias e 12 semínimas.
E. 16 semínimas e 8 semicolcheias.

4 – (ENEM, 2011) O numero mensal de passagens de uma determinada empresa aérea aumentou no ano passado nas seguintes condições: em janeiro foram vendidas 33.000 passagens; em fevereiro, 34.500; em marco, 36.000. Esse padrão de crescimento se mantém para os meses subseqüentes.
Quantas passagens foram vendidas por essa empresa em julho do ano passado?
A. 38.000
B. 40.500
C. 41.000
D. 42.000
E. 48.000

5 – (ENEM, 2012) Os hidrômetros são marcadores de consumo de água em residências e estabelecimentos comerciais. Existem vários modelos de mostradores de hidrômetros, sendo que alguns deles possuem uma combinação de um mostrador e dois relógios de ponteiro.
O numero formado pelos quatro primeiros algarismos do mostrador fornece o consumo em m3, e os dois últimos algarismos representam, respectivamente, as centenas e dezenas de litros de água consumidos. Um dos relógios de ponteiros indica a quantidade em litros, e o outro em décimos de litros, conforme ilustrados na figura a seguir.


Considerando as informações indicadas na figura, o consumo total de água registrado nesse hidrômetro, em litros, e igual a
A. 3.534,85.
B. 3.544,20.
C. 3.534.850,00.
D. 3.534.859,35.
E. 3.534.850,39.


H3 – Resolver situação-problema envolvendo conhecimentos numéricos.
6 – (ENEM, 2009) Uma empresa que fabrica esferas de aço, de 6 cm de raio, utiliza caixas de madeira, na forma de um cubo, para transportá-las. Sabendo que a capacidade da caixa e de 13.824 cm3, então o numero Maximo de esferas que podem ser transportadas em uma caixa e igual a
A. 4
B. 8
C. 16
D. 24
E. 32

7 – (ENEM, 2009) Uma resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) estabeleceu a obrigatoriedade de adição de biodiesel ao óleo diesel comercializado nos postos.
A exigência e que, a partir de 1o de julho de 2009, 4% do volume da mistura final seja formada por biodiesel. Ate junho de 2009, esse percentual era de 3%. Essa medida estimula a demanda de biodiesel, bem como possibilita a redução da importação de diesel de petróleo.
Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 12 jul. 2009 (adaptado).
Estimativas indicam que, com a adição de 4% de biodiesel ao diesel, serão consumidos 925 milhões de litros de biodiesel no segundo semestre de 2009. Considerando-se essa estimativa, para o mesmo volume da mistura final diesel/biodiesel consumida no segundo semestre de 2009, qual seria o consumo de biodiesel com a adição de 3%?
A. 27,75 milhões de litros.
B. 37,00 milhões de litros.
C. 231,25 milhões de litros.
D. 693,75 milhões de litros.
E. 888,00 milhões de litros.

8 – (ENEM, 2010) A loja Telas & Molduras cobra 20 reais por metro quadrado de tela, 15 reais por metro linear de moldura, mais uma taxa fixa de entrega de 10 reais. Uma artista plástica precisa encomendar telas e molduras a essa loja, suficiente para 08 quadros retangulares (25 cm × 50 cm).
Em seguida, fez uma segunda encomenda, mas agora para 8 quadros retangulares (50 cm × 100 cm). O valor da segunda encomenda será
A. o dobro do valor da primeira encomenda, porque a altura e a largura dos quadros dobraram.
B. maior do que o valor da primeira encomenda, mas não o dobro.
C. a metade do valor da primeira encomenda, porque a altura e a largura dos quadros dobraram.
D. menor do que o valor da primeira encomenda, mas não a metade.
E. igual ao valor da primeira encomenda, porque o custo de entrega será o mesmo.

9 – (ENEM, 2011) Uma pessoa aplicou certa quantia em ações. No primeiro mês, ela perdeu
30% do total do investimento e, no segundo mês, recuperou 20% do que havia perdido.
Depois desses dois meses, resolveu tirar o montante de R$ 3.800,00 gerado pela aplicação.
A quantia inicial que essa pessoa aplicou em ações corresponde ao valor de
A. R$ 4.222,22.
B. R$ 4.523,80.
C. R$ 5.000,00.
D. R$ 13.300,00.
E. R$ 17.100,00.


H4 – Avaliar a razoabilidade de um resultado numérico na construção de argumentos sobre afirmações quantitativas.
10 – (ENEM, 2009) Um grupo de 50 pessoas fez um orçamento inicial para organizar uma
festa, que seria dividido entre elas em cotas iguais. Verificou-se ao final que, para arcar com
todas as despesas faltavam R$ 510,00 e que 5 novas pessoas haviam ingressado no grupo.
No acerto foi decidido que a despesa total seria dividida em partes iguais pelas 55 pessoas.
Quem não havia ainda contribuído pagaria a sua parte, e cada uma das 50 pessoas do grupo inicial deveria contribuir com mais R$ 7,00.
De acordo com essas informações, qual foi o valor da cota calculada no acerto final
para cada uma das 55 pessoas?
A. R$ 14,00.
B. R$ 17,00.
C. R$ 22,00.
D. R$ 32,00.
E. R$ 57,00.

11 – (ENEM, 2011) Um jovem investidor precisa escolher qual investimento lhe trará maior retorno financeiro em uma aplicação de R$ 500,00. Para isso, pesquisa o rendimento e o imposto
a ser pago em dois investimentos: poupança e CDB (certificado de deposito bancário).
As informações obtidas estão resumidas no quadro:
Rendimento


Para o jovem investidor, ao final de um mês, a aplicação mais vantajosa e
A. a poupança, pois totalizara um montante de R$ 502,80.
B. a poupança, pois totalizara um montante de R$ 500,56.
C. o CDB, pois totalizara um montante de R$ 504,38.
D. o CDB, pois totalizara um montante de R$ 504,21.
E. o CDB, pois totalizara um montante de R$ 500,87.

12 – (ENEM, 2013) Para o reflorestamento de uma área, deve-se cercar totalmente, com tela, os lados de um terreno, exceto o lado margeado pelo rio, conforme a figura. 


Cada rolo de tela que será comprado para confecção da cerca contem 48 metros de comprimento.
A quantidade mínima de rolos que deve ser comprada para cercar esse terreno e
A. 6.
B. 7.
C. 8.
D. 11.
E. 12.

H5 – Avaliar propostas de intervenção na realidade utilizando conhecimentos numéricos.
13 – (ENEM, 2011) O dono de uma oficina mecânica precisa de um pistão das partes de um
motor, de 68 mm de diâmetro, para o conserto de um carro. Para conseguir um, esse dono
vai ate um ferro-velho e la encontra pistões com diâmetros iguais a 68,21 mm; 68,102 mm;
68,001 mm; 68,02 mm; e 68,012 mm. Para colocar o pistão no motor que esta sendo consertado,
o dono da oficina terá de adquirir aquele que tenha o diâmetro mais próximo do que
precisa. Nessa condição, o dono da oficina devera comprar o pistão de diâmetro
A. 68,21 mm.
B. 68,102 mm.
C. 68,02 mm.
D. 68,012 mm.
E. 68,001 mm.

Competência de área 2 – Utilizar o conhecimento geométrico para realizar a leitura e a representação da realidade e agir sobre ela.
H6 – Interpretar a localização e a movimentação de pessoas/objetos no espaço tridimensional e sua representação no espaço bidimensional.
14 – (ENEM, 2009) A rampa de um hospital tem na sua parte mais elevada uma altura de 2,2 metros. Um paciente ao caminhar sobre a rampa percebe que se deslocou 3,2 metros e alcançou uma altura de 0,8 metros.
A distância em metros que o paciente ainda deve caminhar para atingir o ponto mais alto da rampa e
A. 1,16 metro.
B. 3,0 metros.
C. 5,4 metros.
D. 5,6 metros.
E. 7,04 metros.

15 – (ENEM, 2012) O globo da morte e uma atração muito usada em circos. Ele consiste em uma espécie de jaula em forma de uma superfície esférica feita de aço, onde motoqueiros andam com suas motos por dentro. A seguir, tem-se, na Figura 1, uma foto de um globo da morte e, na Figura 2, uma esfera que ilustra um globo da morte.
Na Figura 2, o ponto A esta no plano do chão onde esta colocado o globo da morte e o segmento AB passa pelo centro da esfera e é perpendicular ao plano do chão. Suponha que há um foco de luz direcionado para o chão colocado no ponto B e que um motoqueiro faca um trajeto dentro da esfera, percorrendo uma circunferência que passa pelos pontos A e B.



Disponível em: www.baixaki.com.br.
Acesso em: 29 fev. 2012.
A imagem do trajeto feito pelo motoqueiro no plano do chão e mais bem representada
por





H7 – Identificar características de figuras planas ou espaciais.
16 – (ENEM, 2011) A figura seguinte mostra um modelo de sombrinha muito usado em países orientais.



Disponível em: http://mdmat.psico.ufrgs.br.
Acesso em: 1 maio 2010.
Esta figura e uma representação de uma superfície de revolução chamada de
A. pirâmide.
B. semi-estira.
C. cilindro.
D. tronco de cone.
E. cone.
17 – (ENEM, 2011) Uma indústria fabrica brindes promocionais em forma de pirâmide. A pirâmide
e obtida a partir de quatro cortes em um solido que tem a forma de um cubo. No
esquema, estão indicados o solido original (cubo) e a pirâmide obtida a partir dele.
Os pontos A, B, C, D e O do cubo e da pirâmide são os mesmos. O ponto O e central na face superior do cubo. Os quatro cortes saem de O em direção as arestas AD, BC, AB e CD, nessa ordem. Apos os cortes, são descartados quatro sólidos. Os formatos dos sólidos descartados são
A. todos iguais.
B. todos diferentes.
C. três iguais e um diferente.
D. apenas dois iguais.
E. iguais dois a dois.

18 – (ENEM, 2012) Maria quer inovar em sua loja de embalagens e decidiu vender caixas com diferentes formatos. Nas imagens apresentadas estão as planificações dessas caixas. 





Quais serão os sólidos geométricos que Maria obterá a partir dessas planificações?
A. Cilindro, prisma de base pentagonal e pirâmide.
B. Cone, prisma de base pentagonal e pirâmide.
C. Cone, tronco de pirâmide e pirâmide.
D. Cilindro, tronco de pirâmide e prisma.
E. Cilindro, prisma e tronco de cone.

19 – (ENEM, 2013) Uma cozinheira, especialista em fazer bolos, utiliza uma forma no formato 


representado na figura:













Nela identifica-se a representação de duas figuras geométricas tridimensionais.
Essas figuras são
A. um tronco de cone e um cilindro.
B. um cone e um cilindro.
C. um tronco de pirâmide e um cilindro.
D. dois troncos de cone.
E. dois cilindros.

H8 – Resolver situação-problema que envolva conhecimentos geométricos de espaço e forma.
20 – (ENEM, 2010) Uma fabrica produz barras de chocolates no formato de paralelepípedos e de cubos, com o mesmo volume. As arestas da barra de chocolate no formato de paralelepípedo medem 3 cm de largura, 18 cm de comprimento e 4 cm de espessura.
Analisando as características das figuras geométricas descritas, a medida das arestas dos chocolates que tem o formato de cubo e igual a
A. 5 cm.
B. 6 cm.
C. 12 cm.
D. 24 cm.
E. 25 cm.

21 – (ENEM, 2010) Dona Maria, diarista na casa da família Teixeira, precisa fazer café para servir as vinte pessoas que se encontram numa reunião na sala. Para fazer o café, Dona Maria dispõe de uma leiteira cilíndrica e copinhos plásticos, também cilíndricos.


Com o objetivo de não desperdiçar café, a diarista deseja colocar a quantidade mínima
de água na leiteira para encher os vinte copinhos pela metade. Para que isso ocorra,
Dona Maria devera
A. encher a leiteira ate a metade, pois ela tem um volume 20 vezes maior que o
volume do copo.
B. encher a leiteira toda de água, pois ela tem um volume 20 vezes maior que o
volume do copo.
C. encher a leiteira toda de água, pois ela tem um volume 10 vezes maior que o
volume do copo.
D. encher duas leiteiras de água, pois ela tem um volume 10 vezes maior que o
volume do copo.
E. encher cinco leiteiras de água, pois ela tem um volume 10 vezes maior que o
volume do copo.



H9 – Utilizar conhecimentos geométricos de espaço e forma na seleção de argumentos propostos como solução de problemas do cotidiano.
22 – (ENEM, 2013) As torres Puerta de Europa são duas torres inclinadas uma contra a outra, construídas numa avenida de Madri, na Espanha. A inclinação das torres e de 15° com a vertical, e elas tem, cada uma, uma altura de 114 m (a altura e indicada na figura como o segmento AB). Estas torres são um bom exemplo de um prisma obliquo de base quadrada e uma delas pode ser observada na imagem.

Utilizando 0,26 como valor aproximado para a tangente de 15° e duas casas decimais
nas operações, descobre-se que a área da base desse prédio ocupa na avenida um espaço
A. menor que 100 m2.
B. entre 100 m2 e 300 m2.
C. entre 300 m2 e 500 m2.
D. entre 500 m2 e 700 m2.
E. maior que 700 m2.

23 – (ENEM, 2013) A cerâmica constitui-se em um artefato bastante presente na historia da humanidade. Uma de suas varias propriedades e a retração (contração), que consiste na evaporação da água existente em um conjunto ou bloco cerâmico quando submetido a uma determinada temperatura elevada. Essa elevação de temperatura, que ocorre durante o processo de cozimento, causa uma redução de ate 20% nas dimensões lineares de uma peca.
Disponível em: www.arq.ufsc.br.
Acesso em: 3 mar. 2012.
Suponha que uma peca, quando moldada em argila, possuía uma base retangular
cujos lados mediam 30 cm e 15 cm. Apos o cozimento, esses lados foram reduzidos em 20%.
Em relação a área original, a área da base dessa peca, apos o cozimento, ficou reduzida em
A. 4%.
B. 20%.
C. 36%.
D. 64%.
E. 96%.

24 – (ENEM, 2012) Alguns objetos, durante a sua fabricação, necessitam passar por um processo
de resfriamento. Para que isso ocorra, uma fábrica utiliza um tanque de resfriamento,
como mostra a figura.

O que aconteceria com o nível da água se colocássemos no tanque um objeto cujo
volume fosse de 2.400 cm³?
A. O nível subiria 0,2 cm, fazendo a água ficar com 20,2 cm de altura.
B. O nível subiria 1 cm, fazendo a água ficar com 21 cm de altura.
C. O nível subiria 2 cm, fazendo a água ficar com 22 cm de altura.
D. O nível subiria 8 cm, fazendo a água transbordar.

E. O nível subiria 20 cm, fazendo a água transbordar.